Pesquisar no Blog do Profº Maurício

sexta-feira, 6 de março de 2015

POCAHONTAS

A verdadeira história de Pocahontas tem um triste final. Em 1612, com apenas 17 anos, ela foi aprisionada pelos ingleses enquanto estava em uma visita social e foi mantida na prisão de Jamestown por mais de um ano. Durante o período de captura, o ingles John Rolfe demonstrou um especial interesse na jovem prisioneira. Como condição para Pocahontas ser libertada, ela teve de se casar Rolfe, que era um dos mais importantes comerciantes ingleses no setor de tabaco. No entanto, em abril de 1614, Matoaka, também conhecida como Pocahontas, filha do Chefe Powhatan, se tornou Rebecca Rolfe. Logo após isso, ela teve seu primeiro filho, a qual deu o nome de Thomas Rolfe. Os decendentes de Pocahontas e John Rolfe ficaram conhecidos como ‘Red Rolfes’. Dois anos depois, durante a primavera de 1616, Rolfe levou Pocahontas para a Inglaterra onde a Virginia Company of London a usou como garota propaganda com intúito de dar suporte à colonização. Foi lembrado que em uma ocasião, quando Pocahontas reencontrou Smith (que no momento também estava em Londres), ela estava tão furiosa que o deu as costas e deixou o local. Em um Segundo encontro, ela o chamou de mentiroso

Em março de 1617, Rolfe, ‘Rebecca’ e o filho Thomas voltaram para a Virginia, mas Pocahontas teve de ser retirada do barco ao chegar em Gravesend. Ela morreu neste local, no dia 21 de março de 1617, com 21 anos, e foi enterrada em Gravesend. O túmulo foi destruído anos mais tarde para a construção de uma igreja no local. Justamente após a morte de Pocahontas que John Smith, aproveitando-se de toda a fama que ela adiquiriu na sociedade colonial, achou conveniente criar e espalhar a sua versão sobre a história da India que o havia resgatado.
O chefe Powhatan morreu na primavera seguinte. Os decendentes da tribo de Pocahontas foram dezimados e suas terras for a tomadas por colonizadores.”

Chief Roy Crazy Horse

Nenhum comentário:

Postar um comentário